19.Jul.2011 17:43
0 Comentários
Desviando educação
Os Setores que têm os maiores orçamentos da União e estão diretamente ligados aos cidadãos, Saúde e Educação são também os que mais sofrem com a corrupção no Brasil. Números do Departamento de Patrimônio e Probidade da Advocacia Geral da União (AGU),mostram que de 60% a 70% dos recursos públicos desviados no país são dessas duas áreas. É, por exemplo, dinheiro destinado a reformas de escolas e hospitais, compra de merenda escolar e de medicamentos, construção de quadras esportivas e...


18.Jul.2011 12:09
0 Comentários
Pessimismo pré-Copa
O pessimismo do povo brasileiro em relação à Copa do Mundo-2014 é muito grande. Um em cada quatro brasileiros responde que o país está 'sem condições de realizar o Mundial quando é perguntados sobre o andamento das obras, segundo pesquisa da Sport + Markt, que tem multinacionais e clubes entre seus clientes.
Somados aos 59,3% que acham que os preparativos estão atrasados, o pessimismo chega a 83,8%. Só 2,5% acham que as obras estão adiantadas.
Entre os habitantes das capitais que...


18.Jul.2011 12:07
0 Comentários
Dinheiro 43% sujo
Dados da organização Transparência Internacional e projeções da Federação das Indústria do Estado de São Paulo (Fiesp) revelam que, no cenário mais otimista, o Brasil responde por 26% de todo o dinheiro movimentado pela corrupção no mundo. Na pior hipótese, esse índice alcança 43%. Enquanto as perdas médias globais anuais com o problema giraram perto dos R$ 160 bilhões nos últimos seis anos, o prejuízo nacional pode ter chegado a R$ 70 bilhões por ano — ou 2,3% do Produto Interno Bruto...


18.Jul.2011 12:06
0 Comentários
Bye, Bye letra cursiva
Começou na GRINGA a extinção de lápis e caneta. O ensino da escrita cursiva tá saindo de moda. O Estado de Indiana acabou com a exigência de que as suas escolas ensinem a escrita cursiva, aquele estilo de escrever em que as palavras são formadas com letras emendadas umas com as outras. Com a mudança, Indiana alinha-se a um padrão comum de ensino adotado por 46 Estados americanos. Nele, não há nenhuma menção à escrita cursiva, mas recomenda-se o ensino de digitação. É um reconhecimento de...


18.Jul.2011 12:04
0 Comentários
Orelhões em baixa
Com mais de 40 milhões de linhas fixas e 215 milhões de celulares no país, diminuiu muito o uso dos telefones públicos. Também minguaram as receitas das operadoras com esse serviço. O faturamento das concessionárias com a telefonia pública caiu 53% desde 2004, segundo a Anatel. A reação de operadoras e fabricantes de "orelhões" foi começar a testar aparelhos com novas funções. Acesso à internet, ligações grátis e até recarga de vale-transporte são algumas delas. Em Piracicaba (SP), a...