29.Set.2011 11:46
0 Comentários

Uma reportagem do jornal britânico The Guardian afirma que o Brasil "protege as suas árvores, mas não as pessoas" na Amazônia.Pro jornal, o progresso em reduzir desmatamento é ofuscado por assassinatos brutais. A reportagem de página inteira aborda a prática recorrente de assassinatos de ambientalistas na região Norte do país.O Guardian fala que nos últimos anos, o governo brasileiro fez progresso significativo na contenção da destruição da maior floresta tropical do mundo, reduzindo a área de Mata perdida de 27 mil quilômetros quadrados em 2004 pra 6 mil quilômetros quadrados no ano passado....aí vem o MAS....uma onda de assassinatos brutais sublinhou uma verdade desconfortável: as autoridades podem parar a derrubada das árvores até certo ponto, mas não o abate dos ambientalistas.Muitas partes da Amazônia brasileira continuam proibidas pra ambientalistas, enquanto autoridades ambientais só viajam pra certas regiões sob escolta da polícia fortemente armada e apoio de helicópteros.



Comentários (0)